Tradução? Sim, senhor!

Salut! Comment ça va? Eu estava montando meu curso de tradução online de francês e pensei, “Alguns professores têm um sério preconceito com usar a tradução para aprender melhor” e isso me animou a escrever este post para você.

Você, como aluno adulto, certamente já se pegou traduzindo mentalmente alguma coisa e fique tranquilo, é comum e você (e eu e um monte de gente) vai fazer isso de vez em quando. Traduzir algo não é um bicho-de-sete-cabeças e por isso vou te dar duas dicas de como você pode usar (com parcimônia, s’il te plaît!) a tradução para aprender melhor o francês.

01. Os Diálogos e Textos Pequenos

Se você estuda francês numa escola com um livro, certamente terá encontrado algum diálogo numa situação de comunicação, como fazer compras, falar sobre o que fez no fim de semana passado etc.

Proponho um exercício: pegue uma folha de papel em branco e traduza o tal diálogo para o português. Guarde a folha. No outro dia, tente verter o texto em português de volta para o francês.

Como forma de correção, você pode ler o texto e somente depois corrigi-lo, se esforçando para lembrar como as palavras são escritas, a ordem das palavras, esse tipo de coisa. Só pare quando estiver 100% corrigido.

Essa atividade é ótima pois ajuda com a gramática, escrita e vocabulário.

02. As Combinações de Palavras

Há vários verbos super comuns em francês, como faire, que têm várias expressões fixas/expressões e nem sempre podemos traduzi-las literalmente para o português. Veja alguns exemplos:

  • faire la cuisine = cozinhar (e não “fazer a cozinha”)
  • faire la grasse matinée = dormir até tarde (e não “fazer a manhã gorda”)
  • faire la vaisselle = lavar a louça (e não “fazer a louça”)
  • faire un cours = dar um curso (e não “fazer um curso”)

Quando você encontrar esses tipos de combinações, anote-as. Você pode traduzi-las e para fixar melhor seu significado, escreva também um exemplo com elas que seja relevante à sua vida atual.

À bientôt!

Adir

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 18 anos. Também é apaixonado pelo idioma Francês e trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

Mostrar 6 comentários