Mais gírias em francês (II)

Salut!

Continuamos com a série de gírias em francês, em especial a maneira que a galera mais jovem fala, cortesia da nossa colaboradora Camille Chevalier-Karfis, autora do nosso e-book À Moi Paris. On y va!

1. Il n’y a que des thons dans cette boîte, on se casse? – Tem muito mina feia nessa balada, vamos embora?

Thon é atum e pode ser usado para se referir a uma mulher feia, tipo “bagulho”, “baranga” etc. Como em português, temos que ter cuidado ao usar esse tipo de palavra.

A boîte em questão tem dois sentidos: a discoteca, boate mesmo, e também se refere ao fato de que as pessoas estão apertadas numa balada como numa boîte à sardines (lata de sardinhas).

O verbo se casser (quebrar-se) aqui é usado com o sentido de ir embora, “vazar”.

2. Je kiff cette meuf! – Tô curtindo essa mina!

Aqui vemos a influência dos imigranates árabes no linguajar dos jovens. Kif é a palavra em árabe para “sentido de bem-estar/felicidade” (também pode significar a combinação de tabaco e haxixe) e é muito usado entre os jovens para substituir os verbos gostar e amar,

Une meuf é a palavra em verlan mais comum hoje. É a inversão da palavra femme –> me fem –> meuf.

3. Ce bouffon, il est trop chelou. – Esse idiota é muito esquisito.

Le bouffon é uma palavra muito antiga, é o bobo da corte. Hoje em dia é usada para indicar que alguém é um perdedor, alguém que ninguém respeita.

Chelou é a forma verlan de louche, algo que é esquisito ou não é normal. Literalmente, louche também quer dizer “concha” (utensílio doméstico).

Semana que vem tem mais gíria! On se voit!

Receba mais dicas de francês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook. Bons estudos!

2.jpg

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 18 anos. Também fala francês e trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.