Mais gírias em francês (III)

Bonjour!

Hoje temos a terceira parte da série sobre gírias que o pessoal jovem anda falando por aí. São cortesia da Camille Chevalier-Karfis, autora do nosso e-book À Moi Paris!

Vamos lá?

1. C’est craignos de chez craignos. – Isso é muito ruim!

Essa expressão é um tipo de estranha combinação de um dito popular francês relativamente novo que foi transformado em gíria. Não sei de onde vem, mas na gíria francesa, para enfatizar um conceito específico, usamos a forma “c’est (adjetivo) de chez (adjetivo)” e mesmo em conversa de pessoas mais velhas, você pode ouvir algo como “C’est bon de chez bon” dizem que algo é muito bom ou “C’est chaud de chez chaud” para um dia que está muito quente. Dá para colocar o adjetivo que quiser aí.

A palavra “craignos” vem da expressão “ça craint” e significa que a situação é perigosa ou que tem algo de ruim acontecendo no momento. Podemos usar para falar de algum bandido ou alguém muito bizarro. Tem até um filme de 1991 chamado “Les Craignos” (em VHS provavelmente!).

2. Tu captes vraiment rien! – Você não entende nada mesmo!

Como em português, capter (captar) é usado com o sentido de entender.

3. Elle lui a péta son iPhone. – Ela roubou o iPhone dele.

Novamente aqui temos uma palavra que é a inversão de uma outra gíria: péta é a forma verlan de tapé, que é gíria e signinifica roubar, como na frase Il m’a tapé ma clop [Ele afanou meu cigarro). Não confunda com o verbo péter (soltar pum, quebrar). Se dissermos “Elle lui a pété son iPhone” significa que ela quebrou o iPhone dele.

Receba mais dicas de francês como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook. Bons estudos!

2.jpg

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 18 anos. Também fala francês e trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.